Modelos baseados no Goodwill

De uma forma bastante didática, o Goodwill é o que a empresa tem a mais que vale a pena adquiri-la do que montar uma igual, ou seja, possui características diferenciais de produzir riquezas acima do normal através de marcas registradas (griffes), Know-How ou capital intelectual, credibilidade no mercado, projetos de ampliação, perspectiva de mercado, carteira de clientes, etc... São os chamados bens intangíveis, que não aparecem no balanço patrimonial.

O termo goodwill surgiu com o objetivo de justificar o motivo de empresas serem adquiridos por valores superiores ao dos seus capitais próprios, como nas privatizações promovidas pelo governo, empresas de seguros e imobiliárias que, as vezes, valem mais pela sua carteira de clientes por exemplo.

A teoria econômica chama estas vantagens, de ter perspectiva de acrescer acima da média empresarial, de “mais valia”.

Se a empresa tiver uma expectativa de retorno abaixo de um padrão, não haverá o Goodwill e o valor da empresa poderá inclusive não atingir o valor venal do patrimônio líquido.